Descubra o que é o leviatã

Por <b>Rodrigo Silva</b>

Por Rodrigo Silva

Arqueólogo

O termo leviatã é encontrado algumas vezes na Bíblia, principalmente no livro de Jó. Mas o que a esse nome faz referência de fato?  Neste texto, vamos explorar e responder essa pergunta por meio de passagens bíblicas.

leviatã
Embora existam algumas descrições do Leviatã, não se sabe qual é exatamente sua aparência, apenas que ela é assustadora. | Foto: Unsplash.

O significado do nome Leviatã

 

O termo Leviatã vem da palavra hebraica  liwjathan cuja origem é incerta. Geralmente, é interpretado como um “monstro marinho”, “dragão” ou “réptil aquático gigante”. Embora algumas traduções o definam como um “crocodilo”, a descrição poética do Leviatã feita pelo escritor de Jó parece não se enquadrar na descrição de um crocodilo, a menos que se considere o uso da hipérbole.

 

Origem e descrição do Leviatã 

 

O Leviatã é mencionado em diversos trechos da Bíblia, especialmente nos livros de Jó e Salmos. Em Jó 41, por exemplo, o Leviatã é descrito como um monstro incontrolável, que só pode ser derrotado por Deus. “Não há sobre a terra quem se lhe compare, feito para nada temor” (Jó 41:33). Já no Salmo 74:14, o Leviatã é apresentado como um animal marinho que Deus “esmagou” para criar o mundo: “Tu esmagaste as cabeças do Leviatã, e deste-o por mantimento aos habitantes do deserto”.

 

Em algumas versões, o Leviatã é retratado como um crocodilo gigante; em outras, como um dragão marinho. Para as tradições judaicas, o Leviatã é visto como um símbolo do mal e da destruição. 

 

Todas as descrições bíblicas sobre o Leviatã:

 

Jó 3:8

Amaldiçoem aquele dia os que amaldiçoam os dias e são capazes de atiçar o Leviatã.

 

Jó 41:1

Você consegue pescar com anzol o Leviatã ou prender sua língua com uma corda.

 

Salmos 17:14

Com a tua mão, Senhor, livra-me de homens assim, de homens deste mundo, cuja recompensa está nesta vida. Enche-lhes o ventre de tudo o que lhes reservaste; sejam os seus filhos saciados, e o que sobrar fique para os seus pequeninos.

 

Salmos 104:26

Nele passam os navios, e também o Leviatã, que formaste para com ele brincar. 

 

Isaías 27:1

Naquele dia, o Senhor, com sua espada severa, longa e forte, castigará o Leviatã, serpente veloz, o Leviatã, serpente tortuosa; matará no mar a serpente aquática.

 

O que exatamente é o Leviatã? 

 

Existem estudiosos que acreditam que as referências ao Leviatã devem ser interpretadas de forma literal. Alguns sugerem que ele pode ser um crocodilo, enquanto outros argumentam que pode ser uma grande baleia ou um monstro marinho desconhecido. Alguns até especulam que pode se tratar de um animal extinto, como um dinossauro.

 

No Salmo 104:26, é mencionado que Deus criou o mar para que uma variedade de seres, grandes e pequenos, incluindo o Leviatã, pudesse habitar. Isso implica que o ele é uma criatura real, criada por Deus para habitar o mar.

 

A partir dessa descrição, certos intérpretes levantam a hipótese de que o Leviatã pode ter sido uma grande serpente do mar, principalmente por conta do entendimento a respeito disso na cultura do Oriente Médio. Na Babilônia, por exemplo, ele é destacado como dragão e serpente, tendo uma forma híbrida, como se fosse uma mistura das duas coisas. Para eles, o Leviatã significa o caos absoluto. Inclusive, há um mito onde ele aparece, que é na batalha de Tiamat contra  Marduk, e Tiamat é justamente um dragão numa forma feminina.

 

Em Isaías 27:1 diz: Naquele dia o SENHOR castigará com a sua dura espada, grande e forte, o Leviatã, serpente veloz, e o Leviatã, a serpente tortuosa, e matará o dragão, que está no mar.

 

No contexto deste livro, o Leviatã simboliza os inimigos do povo de Deus que fazem oposição a eles, sendo eles a Síria, a Babilônia e o Egito. É muito comum na Escritura Sagrada, que animais mitológicos simbolizem forças do mal que perseguiram e atacaram o povo de Deus e também anularam a verdade. Em Daniel, no início do capítulo 7, por exemplo, podemos ver os grandes impérios do mundo ali retratados como grandes animais monstruosos: 

 

“Em minha visão à noite, eu vi os quatro ventos do céu agitando o grande mar. Quatro grandes animais, diferentes uns dos outros, subiram do mar.”.

 

Seria Leviatã um demônio? 

 

Não é apropriado considerar o Leviatã como um demônio, pois essa palavra é usada em algumas passagens bíblicas de forma simbólica para representar a maldade, principalmente na atuação dos poderes políticos e povos que perseguiram o povo de Deus. Outros termos hebraicos, como rahab e tanniym, também são usados para esse propósito (Jó 3:8; 26:12; Sl 74:14; 84; Is 27:1; 30:6-7; 51:9; Ez 29:3-5).

 

Um exemplo disso é o Salmo 74:14, onde o Leviatã é descrito como uma serpente de várias cabeças que pode estar relacionada à criação ou ao livramento do povo de Israel no êxodo. O profeta Ezequiel usou o termo tanniym como uma referência simbólica ao Egito e seu Faraó (Ez 29:3-5). Portanto, podemos considerar o Leviatã um ser mitológico, presente em diversas culturas, que o próprio Deus usou para ilustrar o agir de forças inimigas do povo de Deus.

 

Estude Arqueologia Bíblica com Rodrigo Silva 

 

Descubra as riquezas da arqueologia bíblica e aprofunde seus conhecimentos sobre outros assuntos similares a este sobre o que é o Leviatã, a história da Bíblia e seu contexto histórico e cultural com o curso “A Bíblia Comentada” de Rodrigo Silva. Com a orientação de especialistas, explore as grandes descobertas da arqueologia bíblica em aulas semanais e amplie seus conhecimentos sobre a história da Bíblia. Não perca a oportunidade de estudar arqueologia bíblica com um dos principais especialistas no assunto.

Aprenda mais sobre a Bíblia

Por aqui, não há limites para se aprofundar nas Escrituras Sagradas. Inscreva-se abaixo para receber conteúdos sobre a Bíblia, a Arqueologia e muito mais.

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ CONTEÚDO
viúva
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
Elias e a Viúva de Sarepta

Ainda no contexto de seca na história do profeta Elias, conhecemos uma história importante sobre provisão e compaixão divina na história da viúva de Sarepta.

Ler mais »
artefato
Arqueologia Bíblica
Equipe Rodrigo Silva
Artefato de Leite e Mel

A série Tesouros do MAB apresenta artefatos do acervo do Museu de Arqueologia Bíblica e apresenta sua ligação com as histórias bíblicas! A série de

Ler mais »
Salomão
Dúvidas Bíblicas
Equipe Rodrigo Silva
Salomão: O Rei Sábio

A história de Salomão é um relato fascinante de sabedoria, escolha divina e os altos e baixos que permearam sua vida. Escolhido por Deus para

Ler mais »
lamparinas
Arqueologia Bíblica
Equipe Rodrigo Silva
As lamparinas

No Museu de Arqueologia Bíblica é possível encontrar artefatos de diversas épocas, e um tipo de artefato que se repete em diversos momentos é a

Ler mais »
provérbios
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
Os provérbios dos sábios

O livro de Provérbios está na Bíblia Sagrada, no antigo testamento, logo após o livro de Salmos. Nele, encontramos conselhos que podem alterar o curso

Ler mais »
Cristo
Dúvidas Bíblicas
Equipe Rodrigo Silva
Jesus nasceu antes de Cristo?

Vamos explorar algumas questões que frequentemente surgem quando se trata do nascimento de Jesus, especialmente a dúvida sobre quando exatamente ocorreu. Neste texto, vou focar

Ler mais »