Quem foi José do Egito e qual a sua importância

Por <b>Rodrigo Silva</b>

Por Rodrigo Silva

Arqueólogo

Você sabe quem foi José? Filho de Jacó e Raquel, foi um personagem marcante na Bíblia, conhecido como “José do Egito“. Ele foi o primeiro filho de Raquel, que havia enfrentado a dor da infertilidade antes de sua concepção. De acordo com Gênesis 30:22-23, Deus se lembrou de Raquel e a abençoou com a fertilidade, permitindo que ela desse à luz José e seu irmão mais novo Benjamim.

 

O nome “José” vem do hebraico e significa “Deus multiplique” ou “possa Ele acrescentar”, refletindo o desejo da mãe para mais filhos. José nasceu em Padã-Harã antes de sua família retornar à Canaã e ele se tornar governador do Egito. Ele provavelmente viveu durante a era dos Faraós Hicsos entre 1720 a 1570 a.C. 

 

José foi uma figura importante como governador do Egito. | Foto: Pexels.

 

O início da história de José  

José foi o décimo primeiro filho de Jacó e, por ser o mais novo, era o companheiro de velhice de seu pai, o que o levou a ser tratado como o filho predileto do patriarca. Em um dos episódios, isso é evidenciado pela túnica especial que Jacó lhe deu (Gênesis 37:3), além de outros momentos que seu pai demonstra maior cuidado e atenção para com ele. Alguns ainda especulam que Jacó pretendia fazer de José seu principal herdeiro, entretanto, não há evidências concretas para apoiar essa hipótese, pois era comum que o filho mais velho herdasse a liderança da próxima geração da família.

 

Os sonhos de José e a inveja dos irmãos 

Em seus dois sonhos, José vê que sua família se curvava diante dele, e ao contar isso para a família, aumenta a inveja de seus irmãos, que prepararam um plano contra ele. Como resultado, eles o venderam como escravo para uma caravana de ismaelitas e fingiram a sua morte para a família, levando uma roupa com sangue de animal. Chegando ao Egito, José foi comprado como escravo de Potifar, um oficial do faraó, que o colocou como administrador de sua casa. Assim começou a vida de José no Egito.

 

José na casa de Potifar 

José prosperou na casa de Potifar e ganhou sua confiança e respeito. No entanto, a esposa de Potifar se interessou  por José e tentou seduzi-lo, mas ele se recusou a ceder aos seus avanços e a trair a confiança de seu senhor. Como resultado, a esposa de Potifar acusou José de tentar abusar dela e o fez ser preso. Apesar das circunstâncias desfavoráveis, José continuou a confiar em Deus e acabou interpretando os sonhos dos seus dois companheiros de prisão, o que chamou a atenção do Faraó posteriormente.

 

José na prisão 

José foi preso no Egito, mas, mesmo em meio a uma situação desfavorável, foi abençoado por Deus e rapidamente se destacou entre os presos. Os dois companheiros de prisão mencionados cujos sonhos ele interpretou eram um padeiro e um copeiro que serviam à corte de Faraó e que tiveram sonhos misteriosos na mesma noite. José, recebeu de Deus a interpretação dos sonhos e o significado deles.

 

O sonho do copeiro previa sua libertação da prisão e o retorno à sua posição anterior, enquanto o sonho do padeiro previa sua morte. José pediu que o copeiro se lembrasse dele quando ele estivesse com Faraó, a fim de que ele pudesse ser libertado da prisão. Como previsto, ambos os sonhos se cumpriram exatamente como José havia dito. O copeiro foi libertado e retornou à sua posição original, enquanto o padeiro foi executado.

 

Faraó tem um sonho e chama José 

Este episódio chamou a atenção de Faraó e ele decidiu chamar José para interpretar um sonho que ele havia tido recentemente. José foi capacitado a interpretar esse sonho também, e aconselhou Faraó a tomar medidas para preparar o Egito para um período de fome. Faraó ficou tão impressionado com as habilidades de José que o nomeou governador do Egito, tornando-o um dos homens mais poderosos daquele tempo.

 

José usou seu cargo para preparar o Egito para a fome e salvou muitas pessoas da morte. Ele também reencontrou seus irmãos que o haviam vendido como escravo, e se reconciliou com a família. 

 

O governo de José 

Durante o seu governo, José implementou medidas para fazer frente à escassez de alimentos causada pelos sete anos de fome. Ele armazenou grandes quantidades de grãos durante os anos de fartura, para serem usados durante os anos de escassez. Além disso, ele também estabeleceu uma política de compra de grãos, a fim de garantir o abastecimento do Egito durante os anos de crise.

 

José também foi responsável pela construção de várias infraestruturas, como, por exemplo, canais de irrigação para melhorar a produção agrícola e aumentar a eficiência logística.

 

Graças ao trabalho de José, o Egito conseguiu superar os anos de fome e fortaleceu sua economia com a venda de alimentos para as regiões vizinhas. Ele foi um exemplo de liderança, sabedoria e coragem, e sua história continua a inspirar as pessoas até os dias de hoje.

 

José, o governador do Egito 

A história de José começa no livro de Gênesis, capítulos 37 a 50. E abaixo, deixarei um vídeo de reflexão breve sobre a história de José.

A Bíblia comentada com Rodrigo Silva 

Se você deseja conhecer mais a Bíblia e suas histórias, eu recomendo o curso “A Bíblia Comentada com Rodrigo Silva“. Com esse curso, você poderá participar de aulas semanais comigo e aprenderá mais sobre o contexto bíblico e histórico do mundo antigo. Já existem muitas aulas gravadas disponíveis na plataforma, com uma metodologia desenvolvida especificamente por mim, para ajudar você a crescer espiritualmente e em conhecimento. No curso, você verá temas como Arqueologia Bíblica, a Bíblia e o dinheiro e muito mais.

Aprenda mais sobre a Bíblia

Por aqui, não há limites para se aprofundar nas Escrituras Sagradas. Inscreva-se abaixo para receber conteúdos sobre a Bíblia, a Arqueologia e muito mais.

4 respostas

  1. Acho muito linda a história de José,mas muito sofrida,o mas importante que ele perseverou,com uma Fé inabalável em Deus,e o Senhor fez vitórioso,o tempo de Deus é perfeito.🙏🙏🙏🙏🙏

  2. Sem dúvida, a história de José é
    muito linda e nos trás motivação a permanecermos fiéis ao Deus de Israel, entender que independente das circunstâncias, ele sempre está no controle 🙏

  3. José do Egito é um exemplo de fé confiança em Deus e perdão, muitas pessoas se vingaram dos seus irmãos ao contrário José os recebeu mandou buscar seu pai pra chorar por amor e perdão,as estratégias de Deus para nos dar a vitória as vezes o caminho tem barreiras mais a vitória chega na fé honestidade e fidelidade,a história de José do Egito tem tudo isso,foi agraciado com o mais alto posto por ser fiel aos princípios de moral perdão e amor assim alcançou ser um dos primórdios da história pra dar esperança dos que sofrem …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ CONTEÚDO
parábola das dez virgens
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
A parábola das Dez Virgens

A parábola das Dez Virgens é uma das mais cativantes e significativas histórias contadas por Jesus. Encontrada no Evangelho de Mateus, esta parábola oferece lições

Ler mais »
Oseias
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
Quem foi Oseias?

Oseias é um persongem na Bíblia, conhecido por sua mensagem impactante sobre o amor incondicional e a fidelidade de Deus ao Seu povo. Neste blog,

Ler mais »
daniel
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
Desvendando Daniel

O Livro de Daniel é um texto antigo que continua a inspirar e orientar os crentes hoje. Esta semana, no canal do YouTube, mergulhamos em

Ler mais »
oração
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
Jesus e a oração

A chamada Oração do Senhor, também conhecida como Pai Nosso, é um dos ensinamentos mais fundamentais do cristianismo. Nos Evangelhos, encontramos duas versões dessa oração,

Ler mais »