Por que a guerra entre Israel e o Hamas está acontecendo?

Por <b>Rodrigo Silva</b>

Por Rodrigo Silva

Arqueólogo

Um dos principais questionamentos desde que a guerra entre Israel e a Palestina voltou a ser notícia é de onde vem essa motivação. Esse conflito é antigo e não se limita aos ataques atuais, mas pouco se sabe sobre como tudo começou. 

 

Para explicar isso, é preciso voltar ao ano 132 d.C.

guerra
O conflito dura mais de 70 anos, mas ataques recentes reavivaram a guerra | Foto: Pexels

 

Nessa época, o Império Romano dominava a região que hoje é conhecida como Israel. Havia um líder judeu chamado Bar Kochba que liderou uma revolução contra Roma entre os anos 132 e 135 d.C. A revolução foi reprimida pelas forças do Imperador Adriano. Como retaliação, Adriano expropriou terras dos judeus e enviou muitos deles para o exílio, substituindo-os por povos descendentes dos antigos cananeus.

 

Ele também renomeou a região como “Síria Palestina” em latim. Este nome foi escolhido com um propósito, já que “Palestina” em latim era uma forma latinizada do nome “Peset” em hebraico, que significa “filisteu”. Isso significava “Terra dos Filisteus”. Assim, a região passou a ter mudanças frequentes de controle, pois nunca existiu um país chamado Palestina; era apenas o nome dado por Adriano.

 

Trocas de Domínio

 

Depois dos romanos, a região foi controlada por vários impérios ao longo dos séculos, incluindo os bizantinos, persas, árabes e cruzados. Cada período viu mudanças de controle, alternando entre cristãos e muçulmanos, até a época de Saladino. Finalmente, no século XVI (1517), os turco-otomanos do Império Otomano assumiram o domínio da Terra de Israel, mantendo-o até 1917.

 

Mandato Britânico

 

Após o colapso do Império Otomano na Primeira Guerra Mundial, a região passou para o Mandato Britânico. Os britânicos tinham interesses na região, acreditando erroneamente que havia petróleo em Israel. Eles começaram a desenhar mapas e distribuir terras para líderes locais e também para o movimento sionista, que buscava estabelecer um Estado Judaico. O mundo árabe se opôs a essa ideia e ameaçou guerra.

 

Criação de Israel

 

Em 1917, o Acordo de Balfour prometeu o estabelecimento de um Estado judeu, mas o mundo árabe se opôs veementemente, afirmando que a terra pertencia aos palestinos. Em 1948, com a criação do Estado de Israel, a ONU tentou dividir a região, mas essa divisão nunca foi bem aceita. Jerusalém, em particular, se tornou um ponto de disputa, com Israel querendo-a como sua capital e os palestinos reivindicando-a como a capital da Palestina.

 

Disputas sobre Jerusalém

 

Em 1967, Israel tomou Jerusalém das mãos jordanianas e estabeleceu seu Estado. No entanto, a questão de Jerusalém permaneceu sem resolução, e várias propostas foram feitas, incluindo a divisão da cidade, controle internacional ou deixá-la sem controle de nenhum dos lados. Nenhuma dessas propostas foi aceita.

 

Ascensão do Hamas

 

Posteriormente, Israel entregou partes da Faixa de Gaza à Autoridade Palestina. No entanto, em 1987, o Hamas assumiu o controle da Faixa de Gaza, declarando sua intenção de destruir o país vizinho. 

 

O grupo não reconhece Israel como um estado e exige seu território, enquanto Israel exige reconhecimento como estado judeu. Esse é o principal motivo da guerra atual.

 

Esse conflito perdura há mais de 70 anos e já deixou milhares de mortos, em ambos os lados. Os dois países já mataram inúmeros inocentes e por isso, em meio a essa guerra, devemos nos manter firmes no Senhor e interceder pelos nossos irmãos que estão passando por essa crise. 

Aprenda mais sobre a Bíblia

Por aqui, não há limites para se aprofundar nas Escrituras Sagradas. Inscreva-se abaixo para receber conteúdos sobre a Bíblia, a Arqueologia e muito mais.

20 respostas

  1. Simplesmente maravilhoso ter informação real sobre a história para compreender os acontecimentos que tanto nos deixam perplexos.
    Obrigada ♥️ professor Rodrigo Silva

  2. Bom dia Professor Rodrigo Silva. Perante o quadro descrito, esses conflitos existentes entre os países citados, e pelo parco conhecimento que tenho da Bíblia, sou aluna do curso a Bíblia comentada. Isso vem ainda mais profundo. Israel, vem se colocando perante ao mundo como uma nação que não tem um lugar fixo, dependendo sempre de uma intervenção divina, ou que eles seja reconhecidos como uma país ou nação. Desde da época da morte de Salomão, em que Israel foi dividido em duas partes (norte e sul), é que os conflitos sempre surgiram. Em que o povo hebraico reivindicou e reivindica o seu pedaço de terra. Me perdoe a falta de solidariedade em que pese o meu falar, Mas o povo judeu é presunçoso, por afirmar que aquilo pertence a eles, que é uma promessa de DEUS, que eles são a raça escolhida. Sei que o SENHOR nosso PAI Todo Poderoso fez a promessa, mas vejamos por outro lado. o SENHOR JESUS veio para ser o SENHOR de tudo e de todos, que a salvação e para aqueles que acreditam e tem fé. Nesse momento o povo judeu não perde a sua prerrogativa de ser um povo escolhido e que deveria reconhecer que como povo escolhido para ser um povo sacerdotal, perdeu o lugar? E que conflitos embasados em uma fé nada promissora, prejudica a eles e ao resto do mundo? E que tomando essa atitude fortalece as religiosidades que prometem um céu melhor do que DEUS fez? Estarei orando pelo mundo Professor Rodrigo, visto que o inimigo anda por aí observando. DEUS o abençoe e a toda a sua equipe.

  3. Conheço essa história pela bíblia, o povo de Deus sempre perseguido e odiado, mais Deus é ÚNICO e a ELE todo o poder e glória, ele há de fazer justiça e prevalecer, sua HONRA E GLÓRIA, para o todo o sempre,,,HORA VEM SENHOR JESUS

  4. Olá Rodrigo, graça e paz 🙏
    Quarta feira passada fiquei encantada com sua aula sobre Daniel.É incrível como vc expõe a aula, como se estivesse bastando um papo comigo e mais milhões de pessoas. Vc realmente é abençoado e dirigido por Deus.
    Bom, voltando a Daniel, nunca pensei na hipótese de castração. mas pensando um pouco mais é lógico que para trabalhar no palácio do rei e diretamente com ele a tradição da época era a castraçao.
    Então , gostaria de saber como era feita. Se retiravam somente o testiculo ou o penis junto.. É difícil pensar e muito doloroso. Como era a ascepicia da época e como se recuperação de tão grande atrocidade?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ CONTEÚDO
poéticos
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
Livros Poéticos

Uma das muitas divisões entres os livros da Bíblia são os livros poéticos. Como o próprio nome indica, esses livros tem uma característica literária poética,

Ler mais »
semeador
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
A Parábola do Semeador

A Parábola do Semeador, compartilhada por Jesus em Mateus 13, é uma narrativa rica em metáforas que revelam profundos ensinamentos espirituais. Vamos explorar os elementos

Ler mais »
profetas maiores
Dúvidas Bíblicas
Equipe Rodrigo Silva
Profetas Maiores

Os Profetas Maiores são cinco livros: Isaías, Jeremias, Lamentações, Ezequiel e Daniel. Eles contêm as profecias e mensagens de quatro dos profetas mais conhecidos e

Ler mais »
sola scriptura
Dúvidas Bíblicas
Equipe Rodrigo Silva
O que é “Sola Scriptura”?

Você já se perguntou sobre o significado real da expressão latina “Sola Scriptura”? Será que todos compreendem plenamente o que isso representa, ou é apenas

Ler mais »
novo ano
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
O que esperar do novo ano?

Nós iniciamos mais um capítulo da nossa história, mas existe uma pergunta que sempre acabamos nos fazendo: o que esperar do novo ano? Conversei sobre

Ler mais »
tecnológica
Novidades
Equipe Rodrigo Silva
A Rede I Revolução tecnológica

A revolução tecnológica da comunicação ao longo do tempo é intrigante. Em um passado não tão distante, de desenhos em cavernas, evoluímos para livros em

Ler mais »