“Como o prato que retine”

Por <b>Rodrigo Silva</b>

Por Rodrigo Silva

Arqueólogo

Um dos instrumentos musicais presentes no acervo do MAB é uma peça de bronze grego, que funcionava como um prato de banda, mas em uma escala menor. Esse objeto é especificamente mencionado em uma das cartas de Paulo aos coríntios: “Ainda que eu fale a língua dos homens e dos anjos, se não tiver amor serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine”, 1 Coríntios 13:1.

 

Todo o capítulo 13 desta carta é dedicado ao amor, com especificações sobre o que ele é, como o reconhecer e como o oferecer, além de explicitar o maior amor que existe, o de Deus.

 

Quando a cidade de Corinto recebeu essa carta, ela estava imersa em promiscuidade. Os conceitos de amor eram perversos e desumanos, bem diferente do amor que Deus gostaria que seus filhos tivessem acesso. 

Em Corinto existia um grande templo para a deusa Afrodite, e antes de casar, muitas mulheres deviam vender a sua virgindade para o templo, se assentando na estrada a caminho do templo e se alguém passasse e gostasse, poderia ter relações sexuais com a jovem desde que deixasse uma quantia para construção e manutençaõ do templo.

 

Percebe o tamanho da atrocidade que era pregada como amor? A ideia associada a não ter amor é como o prato que retine, um instrumento que não produz nenhum som agradável. 

 

Todos somos instrumentos, mas que tipo nós temos sido? Temos permitido que Deus dedilhe uma bela canção ou estou sendo alguém como um prato que retine? 

 

Quando nos colocamos nas mãos de Deus, Ele se mostra através de nós, podemos ser o reflexo dele nessa terra. O mundo está coberto de ódio e rancor e cabe a nós ser o amor, o amor daquele que deu todo o amor por nós. 

 

Assista ao vídeo abaixo para a explicação completa sobre o “prato que retine”.

Aprenda mais sobre a Bíblia

Por aqui, não há limites para se aprofundar nas Escrituras Sagradas. Inscreva-se abaixo para receber conteúdos sobre a Bíblia, a Arqueologia e muito mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ CONTEÚDO
joias
Arqueologia Bíblica
Equipe Rodrigo Silva
As joias de 2700 anos atrás

Como as pessoas se vestiam nos tempos Bíblicos? O Museu de Arqueologia Bíblica apresenta artefatos que podem ajudar a responder essa pergunta! Conheça um deles

Ler mais »
talentos
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
A Parábola dos Talentos

Na Bíblia Sagrada, encontramos inúmeras histórias e ensinamentos que vão além dos séculos, oferecendo-nos orientações valiosas para nossa jornada espiritual. Uma dessas poderosas parábolas é

Ler mais »
Natal
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
Reflexão de Natal

O Natal, é motivo de felicidade, para alguns, é um momento esperado, enquanto para outros, acentua os sentimentos de depressão. Até pessoas que não têm

Ler mais »
adventista
Dúvidas Bíblicas
Equipe Rodrigo Silva
Ellen White, seita e heresia?

Um debate surgiu a algumas semanas trazendo alegações que atacam aos Adventistas do Sétimo Dia, assim como já aconteceu em diversos momentos, por isso estou

Ler mais »
moeda perdida
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
A Parábola da Moeda Perdida

Quando lemos as parábolas de Jesus, somos convidados a mergulhar em histórias cheias de significado e lições profundas. Uma dessas parábolas é a da moeda

Ler mais »
Salmos 100
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
Salmos 100

A adoração a Deus não deve ser feita por obrigação e sim por reconhecimento e gratidão as obras que Ele tem feito em nossas vidas.

Ler mais »