Cidade de Corinto: Contexto histórico e arqueologia

Por <b>Rodrigo Silva</b>

Por Rodrigo Silva

Arqueólogo

A cidade de Corinto foi um importante centro cultural e econômico na época da Grécia Antiga. Sua localização estratégica permitiu um desenvolvimento comercial significativo, tanto por via terrestre como marítima, resultando em uma cultura rica e próspera na região.

 

Atualmente, a cidade grega de Corinto é a segunda maior cidade da região do Peloponeso, que conta com uma população de 58 mil habitantes e tem o turismo como principal atividade econômica.

 

Curiosidades e história de Corinto

A cidade de Corinto foi o local onde ocorriam os jogos Ístmicos, uma celebração em homenagem ao deus Poseidon, realizada no Istmo de Corinto, que ligava a Grécia central ao Peloponeso. Esses jogos eram muito populares e atraíam um grande número de participantes e espectadores, o que é explicado pelo fato de Corinto ser um importante centro comercial e de diversão da época. Apesar de não se saber a data exata do início dos jogos, eles eram realizados há muito tempo.

 

A cidade era conhecida por sua grande riqueza, o que a tornou um alvo atraente para o exército romano. Durante a famosa batalha de Corinto, que ocorreu em 146 a.C, a cidade foi destruída pelos romanos liderados por Lúcio Múmio. Nesse período, a cidade havia estabelecido um cerco à cidade, porém Lúcio Múmio entrou na cidade e matou todos os homens, enquanto as mulheres e crianças foram vendidas como escravos. Por fim, a cidade foi completamente incendiada e destruída. Cem anos depois, em 46 a.C., a cidade foi reconstruída por Júlio César.

 

A cidade atual está localizada a cerca de 48 quilômetros de Atenas, capital do país, além disso, ela se encontra próxima às antigas ruínas, aproximadamente 5 quilômetros. Essas ruínas são uma atração turística popular e são consideradas um importante patrimônio histórico e cultural da Grécia.

 

cidade de corinto
A imagem retrata as majestosas ruínas da Acrópole de Corinto, na Grécia. Saiba mais sobre a região de Corinto. | Foto: Freepik.

A economia em Coríntios

A cidade de Corinto foi uma importante potência naval na antiguidade, graças aos seus dois portos, Cencréia e Lequeu, situados em uma estreita faixa de terra que conecta o Peloponeso com a Grécia central e o restante da Europa.

 

A localização litorânea da cidade favorece muito o comércio e as conexões com outras penínsulas, o que faz dela um centro comercial reconhecido e famoso por seu bronze, produção de cerâmica e também uma intensa produção naval, há mais de 800 anos antes de Cristo. A parte agrícola da cidade destaca-se pelos seus grãos, campos, vinhas e olivais, mas a maior parte dos negócios diários são desenvolvidos na própria cidade, que chegou a possuir muros de cerca de 10 quilômetros de circunferência.

 

Cencréia, no porto oriental do Golfo Sarônico, e Lequeu, no porto ocidental do Golfo de Corinto, eram as duas esplêndidas cidades portuárias que permitiam um fluxo constante de comércio e contribuem para o desenvolvimento econômico. Como resultado, Corinto desfrutava de uma economia vibrante e próspera, tornando-se um dos principais centros econômicos e culturais de toda a Grécia Antiga.

 

Em 850 a.C, o poeta grego Homero já mencionava “a rica Corinto”, conhecida por sediar os Jogos Ístmicos, que acontecia no Istmo de Corinto, ponto de ligação entre a Grécia central e o Peloponeso. Esses torneios recebiam um grande número de participantes e espectadores, tornando Corinto um importante centro de diversões da época.

 

 

Cristianismo em Corinto

Apesar da riqueza material, a cidade de Corinto sofria com a falta de moralidade e comportamentos libidinosos em suas ruas. Meretrizes, cortesãs e escravos perambulavam pelas ruas da cidade, enquanto templos de Afrodite e cultos de fertilidade da Ásia Menor perpetuavam a prostituição e outros comportamentos sexuais promíscuos.

 

Foi neste cenário que o apóstolo Paulo chegou na cidade no ano 51 d.C. para fundar igrejas. Ele encontrou uma população diversa em vários níveis: sociais, econômicos, geográficos e religiosos, além de novos convertidos, que ainda se envolviam em comportamentos imorais.

 

Como parte do culto aos deuses, em Corinto os templos também tinham salas de jantar onde eram realizadas refeições, assim como era realizado em outras cidades da região. Esses aspectos da organização social da época contribuíram para grande queda da moralidade na cidade,  tema que é abordado pelo apóstolo Paulo em suas cartas aos coríntios.

 

 

Corinto e seu lugar na história

A cidade de Corinto é uma das mais antigas da Grécia, e se destacou como uma das mais prósperas entre as cidades-estado gregas, principalmente devido à sua localização privilegiada, que impulsionou o comércio da região.

 

Com sua economia movida pelos dois portos da cidade, Corinto expandiu seu poder para a região noroeste da Grécia, onde estabeleceu colônias. No entanto, ela enfrentou forte competição pelo poder com Atenas, sua vizinha ao norte, nos séculos antes de Cristo.

 

Como vimos, a cidade de Corinto foi destruída pelos exércitos invasores romanos, no ano de 146 a.C, o que resultou na morte de muitos homens e na escravização de mulheres e crianças. Porém, após um longo acordo simbólico, em 44 a.C, Júlio César ordenou a reconstrução da cidade, o que a tornou capital da província romana da Acaia e repovoou a cidade com os romanos libertos e escravos de todas as nações.

 

Além das guerras ao longo de sua história, a cidade de Corinto também enfrentou desastres naturais, como terremotos que devastaram todo o seu território. No entanto, a cidade se recuperou e permaneceu um importante centro comercial e cultural da Grécia. Sua rica história e arquitetura atraem visitantes de todo o mundo até os dias de hoje.

 

Corinto atualmente e o turismo

Corinto, a cidade grega histórica, foi a segunda maior cidade do Peloponeso na Grécia Antiga, mas, hoje, ela é uma cidade convencional, com uma população de cerca de 60 mil habitantes. Além disso, a cidade destaca-se pela sua cultura religiosa e pacífica, tendo o turismo como sua principal fonte econômica.

 

A Corinto moderna foi reconstruída a cerca de 4 quilômetros do local antigo, mas seus habitantes ainda se orgulham das glórias passadas da cidade e podem contemplar as ruínas antigas para relembrar sua história.

 

Apesar de sua história fascinante, Corinto oferece muito mais do que apenas contemplação. Os turistas podem visitar diversos pontos turísticos, como o Acrocorinto, que se eleva 457 metros acima da cidade. Lá, pode-se apreciar uma vista incrível da antiga cidade, bem como das montanhas, do mar e do golfo e o melhor: há estacionamento e a entrada é gratuita.

 

 

O templo de Apolo em Corinto

O Templo de Apolo, um monumento de pedra maciça, foi construído em colunas em 560 a.C.  representando a devoção aos deuses olímpicos da religião grega clássica. Durante todo o ano, as cidades-Estados realizavam festivais e rituais e em Corinto, onde homenagens e culto eram prestados ao deus Apolo.

 

 

O Museu Da Antiga Corinto

O Museu da Antiga Corinto abriga uma coleção diversificada de artefatos históricos, incluindo esculturas, relevos, cerâmicas e obras de arte. Por meio dos cartazes em inglês, os turistas podem aprender sobre os Jogos do Istmo, além de descobrir que Corinto tinha uma próspera comunidade de artistas e artesãos, especialmente conhecida por suas cerâmicas.

 

Com dois portos que recebiam mercadorias distintas, os recipientes de cerâmica eram projetados para atender a diferentes funções. A educação também era valorizada em Corinto, com a maioria dos meninos e algumas meninas tendo acesso à leitura, escrita, aritmética e educação musical utilizando liras e flautas.

 

 

O canal de Corinto

O Canal de Corinto e conecta o Golfo de Corinto ao Mar Egeu, nesse canal podemos observar uma passagem de 6 quilômetros de água, que foi construído no final do século XIX, fazendo a região do Peloponeso em uma ilha, o que favoreceu seu crescimento econômico e trazendo muitos  turistas para a região. Embora proporcione economia de cerca de 400 quilômetros em distância percorrida, o canal é limitado a navios menores devido às suas dimensões.

 

Hoje, o Canal de Corinto é considerado o principal ponto turístico da cidade, atraindo visitantes de todo o mundo para admirar sua beleza e história. A região é repleta de belezas naturais e culturais, com destaque para as incríveis vistas proporcionadas pela passagem pelo canal. Além disso, a região abriga diversos sítios arqueológicos e monumentos históricos que remontam à Antiguidade Grega, como a Acrocorinto, a antiga fortaleza que serviu como defesa da cidade durante séculos. A mistura de beleza natural e patrimônio histórico fazem do Canal de Corinto um destino turístico imperdível na Grécia.

canal de corinto
Canal de Corinto que conecta o Golfo de Corinto com o Mar Egeu. | Foto: Freepik.

Estude Arqueologia Bíblica com Rodrigo SIlva

Descubra as riquezas da arqueologia bíblica e aprofunde seus conhecimentos sobre a história da Bíblia e seu contexto histórico e cultural com o curso “A Bíblia Comentada” de Rodrigo Silva. Com a orientação de especialistas, explore as grandes descobertas da arqueologia bíblica em aulas semanais e amplie seus conhecimentos sobre a história da Bíblia. Não perca a oportunidade de conhecer cidades históricas como a cidade de Corinto e estudar arqueologia bíblica, com um dos principais especialistas no assunto.

 

Aprenda mais sobre a Bíblia

Por aqui, não há limites para se aprofundar nas Escrituras Sagradas. Inscreva-se abaixo para receber conteúdos sobre a Bíblia, a Arqueologia e muito mais.

16 respostas

  1. Acho muito interessante conhecer mais profundo as histórias bíblicas e as culturas de cada uma .Podendo passear por cada pedacinho dos locais históricos ,o Rodrigo sabe explicar com clareza e atiçar nossa curiozidade.obrigado Rodrigo por trazer pra nós tantos valores e conhecimentos. Deus abençoe sua vida todos os dias .

  2. SENSSASIONAL…! HÁ MUITOS ANOS ACOMPANHO SEU MINISTÉRIO. TENHO UM IRMÃO QUE É DR. EM TEOLOGIA QUE TAMBÉM É UM ADMIRADOR DE SUAS EXPOSIÇÕES. OBRIGADA POR NIS ENSINAR COM TANTA CLAREZA….

    1. Para uma boa Interpretação Bíblica é necessário uma boa contextualização, portanto detalhes como estes são muito importantes.

  3. Estou muito feliz por conhecer um pouco sobre uma cidade em que Paulo pregou e que e mecionada na bíblia muito obrigado pastor por nós encinar a paz do senhor Jesus

    1. Amo a história humana, principalmente as relacionadas à Bíblia, se eu tivesse posses, provavelmente teria adotado o irmão em Cristo Rodrigo como mestre. Me sinto lisonjeada por receber estas matérias maravilhosas, obrigada.

  4. Muito bom, estou lendo Paulo e Estevão e essas informações são cruciais para novos entendimentos, obrigado professor.

  5. Maravilhoso eu amo ouvi as pregações do pastor Rodrigo Silva aprendo muito com ele e a forma como ele prega principalmente em Israel é como viajar com ele buscando o conhecimento bíblico, sou muito grata a Deus pela vida dele…

  6. Que mergulho em Corinto. Imaginemos Paulo pregando aos viajantes que passavam pela cidade, negociantes, mercadores, adoradores de Afrodite, entre rituais que envolviam orgias, idolatria. Dá para entendermos melhor as duas epístolas do Apóstolo, que não desanimou frente à imoralidade, levando o Evangelho de Cristo.
    Deus abençoe

  7. COMO É BOM ENTENDER A BÍBLIA DE FORMA CORRETA,DE SABER COMO ERA A VIDA
    NO TEMPO DOS APÓSTOLOS,COMO ELES SOFRERAM PARA PREGAR NUMA CIDADE
    PAGÃ COMO A DE CORINTO.QUE DEUS CONTINUE ABENÇOANDO A RODRIGO SILVA
    PARA CONTINUAR NOS TRAZENDO ESSAS INFORMAÇÕES VALIOSAS.

  8. COMO É BOM ENTENDER A BÍBLIA DE FORMA CORRETA,DE SABER COMO ERA A VIDA
    NO TEMPO DOS APÓSTOLOS,COMO ELES SOFRERAM PARA PREGAR NUMA CIDADE
    PAGÃ COMO A DE CORINTO.QUE DEUS CONTINUE ABENÇOANDO A RODRIGO SILVA
    PARA CONTINUAR NOS TRAZENDO ESSAS INFORMAÇÕES VALIOSAS.

  9. Salve a todos! Salve Rodrigo Silva. Estava procurando sobre Corinto e achei aqui mais conteúdo. Estava lendo I corinto 13, no sentido de tentar entender a música “Monte Castelo” da Legião Urbana. Recentemente, nosso então(acho que ainda é), Ministro Flávio Dino em entrevista/Live/palestra(definam à vontade.), falou de FÉ, ESPERANÇA E AMOR e mencionou —->>>> o Apóstolo Paulo e sua epistola I corinto 13, principalmente no versículo 13.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ CONTEÚDO
samuel
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
O chamado de Samuel

A história de Samuel sendo chamado por Deus é uma das narrativas mais tocantes da Bíblia. Encontrada em 1 Samuel 3:1-10, essa passagem revela como

Ler mais »
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
O que Lucas 21 diz?

O Evangelho de Lucas é um dos quatro livros que compõem o Novo Testamento da Bíblia, e Lucas 21 é um capítulo especialmente poderoso, repleto

Ler mais »
Davi e Jônatas
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
A amizade de Davi e Jônatas

Entre as muitas histórias da Bíblia, a amizade entre Davi e Jônatas destaca-se por seu profundo impacto emocional e moral. Eles não eram apenas amigos;

Ler mais »
tragédias
Devocional
Equipe Rodrigo Silva
Tragédias que revelam justiça

As  tragédias do Rio Grande do Sul continuam a impactar a vida de milhares de pessoas. Nas nossas orações devemos sempre lembrar dos nosso amigos

Ler mais »
evangelhos
Dúvidas Bíblicas
Equipe Rodrigo Silva
Os Evangelhos

O Novo Testamento relata a vida de Jesus nessa terra, bem como o papel dos discípulos após Ele ter voltado ao Céu. Vamos explorar nesse

Ler mais »